Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

Vamos aprender a mexer na tecnologia

Se há coisa que me irrita solenemente são pessoas com menos de 30 anos que não sabem mexer em tecnologia. Pronto, eu sei que nem toda a gente tem de ser mágico da internet e de aplicações digitais mas eu conheço pessoas que escreviam à máquina e fizeram uma licenciatura sem Wikipédia que conseguem desenrascar-se melhor que putos que nasceram com telemóveis no berço.

 

Como assim sempre tiveram um telemóvel mas vêem uma aplicação nova e não sabem mexer? Epá, não insultem a minha inteligência. Isto tudo funciona da mesma maneira: se sabem mexer numa coisa, sabem mexer na outra. Se sabem mexer num programa da Adobe, sabem mexer no resto; se sabem mexer numa aplicação, sabem mexer noutras - nada é complicado.

Mas mesmo assim as pessoas insistem em fazer perguntas: "instalei esta aplicação e não sei mexer, podem ajudar-me?". Podemos, podemos ajudar em tudo, meus lindos, aqui ficam três regras de ouro:

 

A primeira coisa que têm de aprender é que a aplicação não funciona sozinha. Ela só abre se a gente clicar e ela só faz aquilo que a gente quer se MEXERMOS nela. Ficar a olhar para ela à espera que ela faça tudo não funciona. Abram a aplicação, leiam as instruções, abram as secções todas. E se se perderem não se preocupem - há sempre o botão de voltar para trás. 

O mesmo acontece com um programa qualquer: se não sabem lidar com o Photoshop, façam testes, põe, tira, escreve, apaga, insere, corta, cola...ai e se eu estrago tudo? CTRL + Z. É a vossa mãe, o vosso porto de abrigo, o colinho que vos assiste quando vocês se sentem desesperados. Ele está sempre lá, só têm de o utilizar.

 

A segunda coisa que têm de aprender é que há um amigo muito inteligente que vos pode ajudar, que se chama Google. Façam-lhe qualquer pergunta que ele tem mais do que uma resposta. Ele sabe tudo e eu não estou a exagerar. E por amor de deus, se estão à frente de um computador com internet ligada, não perguntem a uma pessoa. Deixem os seres humanos em paz e sossegados na sua ignorância. Há coisas que eu só pergunto a humanos se o Google estiver mudo. Bem-vindos à nova era.

 

A terceira coisa que têm de aprender é que vocês não estão sozinhos no mundo. Outras pessoas já perguntaram o mesmo que vocês e já tiveram respostas positivas. Por isso, meninos que estão em grupos de Facebook, antes de começarem a perguntar coisas como "a que horas abre os serviços académicos?" pensem primeiro em ir ao website da vossa faculdade, depois ver no grupo se alguém já respondeu, perguntar ao ser humano mais próximo, mandar mensagem ao vosso melhor amigo, e se em 10 minutos vocês não obtiverem uma resposta, então ESCREVAM! Não se humilhem perante o vosso cérebro e não destruiam os neurónios dos outros com coisas que não interessam a ninguém. 

 

A frase "ninguém nasce ensinado" é mito. Aprendem uma vez e não é preciso fazer mais perguntas. Ou então peçam ao vosso pai para vos fazer isso - ele pode não saber, mas se tem paciência para vos aturar, também tem paciência para descobrir como mexer num smartphone.

1 comentário

Comentar post