Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

Shark Tank Portugal Review

Eu sou fã da versão americana do Shark Tank. Perdi a conta das horas que vi e revi alguns episódios na Sic Radical. Adorava o programa, os produtos, os negócios e as conversas que os tubarões e os empreendedores tinham todos naquela enorme sala. Ri-me com as coisas que eles diziam, ficava irritada quando havia aquele empresário chico esperto e frustrava-me as pessoas que chegavam lá a pedir dinheiro a mais, sem noção nenhuma de negócio. Mas aquilo que o Shark Tank me deu foi a noção do quão difícil é montar uma empresa mas também como deve ser excitante ter um negócio próprio e sermos o nosso próprio patrão - daqui a uns anos talvez queira ter a minha própria empresa, nunca se sabe.

Ora, quando soube que a SIC ia produzir uma versão cá em Portugal, não fiquei nada entusiasmada. Porque é que iam fazer um programa de ricos para pobres? É que não deve haver nenhuma pequena ou média empresa a pedir 500 mil euros por 20 por cento da empresa. Que tipo de negócios é que iam haver? Investimentos de 5 mil euros? E quem é que ia ser o Kevin O'Leary português? Ou melhor, quem é que iam ser os tubarões portugueses, se o Balsemão é que ia emitir o programa? As dúvidas apagaram-se sábado à noite, quando o primeiro episódio foi para o ar.

Devo dizer que não foi nada mau. Estava a espera que fosse uma bela porcaria mas logo o primeiro negócio mostrou-nos que é possível termos uma temporada muito boa e bem produzida. Quando os putos pediram pouco dinheiro e nada de equidade pensei "pronto, isto vai ser mesmo o programa dos pobres" mas quando o Miguel, o Mário e o João andaram às turras por causa de um par de meias, a atirar para a mesa 10, 12, 15 mil euros numa questão de segundos mudei logo o pensamento - élá, estes gajos têm dinheiro e estão entusiasmados com isto. Afinal, vai haver aqui muito dinheiro envolvido. E depois sabe-se da notícia que já batemos o record do mundo, logo uma pessoa até fica expectante.

Acho que o resto do programa foi mais fraquinho que o início mas deu para ver as personalidades dos jurados. Será que o Miguel forçou aquela «vou-te contar uma história» só para dizer ao mundo que é o O'Leary português? E ainda estive à espera de alguma garra da Doutora Susana, só para mostrar que quem manda são as mulheres.

Mas posso adiantar que não vou perder os próximo episódios - isto ainda agora começou!