Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

Pelos caminhos da vida saudável

No final de 2014, segui o exemplo de toda a gente e fiz a minha lista de resoluções para o Ano Novo. Meti o costume, claro está, e uma daquelas coisas que passava de ano para ano era a "ficar saudável/fazer exercício/emagrecer". Que cliché, mas é o ano novo, vida nova, certo?

Mas este ano eu estava mais motivada do que os anos anteriores e disse a toda a gente que ia a uma nutricionista. Ficou tudo espantado: "Porque é que vais a uma nutricionista? Não podes fazer dieta sozinha? E se for muito complicado? É que eu não consigo ficar sem comer chocolate! Eu não posso/vou deixar a minha torrada de manhã! Uhh, fiquei curiosa depois conta-me como correu".

 

Marquei a minha consulta em Dezembro, pelo que já sabia que em Janeiro começava a sério, que era para passar o Natal tranquilíssima, a comer tudo a que tinha direito porque já sabia que não ia tornar a ver as rabanadas e os chocolates numa próxima era.

Depois das tretas todas de procedimento habitual (pesar, medir, hábitos alimentares, análises sanguíneas) então lá a nutricionista começou a dar-me o plano base super simples e disse as palavras "pão", "tostas", "arroz", "massa".

Pão ao pequeno-almoço, uma fatia grande, com não sei o quê...esperem eu podia comer pão? Mas só podia comer uma fatia ao pequeno-almoço? Uma fatia de pão ao pequeno-almoço? «E não vou ficar com fome?», não, não vais.

Mas a melhor novidade é que eu não só podia comer pão como podia comer pão duas vezes por dia! Sim, eu podia enfardar pão integral de manhã e à tarde. Tá bem, pode ser, e então as frutas? «Só uma por dia, por agora». Então mas eu ia comer pão duas vezes por dia mas só ia comer fruta uma vez? Mas eu estava a ir para uma dieta ou estava a ver se ficava gorda de novo?

 

Bem se eu posso manter o meu pãozinho de manhã, quer dizer que não vai mudar muito, não deve ser muito complicado - pois claro que não, só tens de mudar para um estilo de vida saudável e isso implica tirar uma nova licenciatura para se dominar novos termos, conceitos, ideias, teorias, horários - com tanta coisa nova e articulação de conhecimentos, a ginástica mental está feita, só falta a outra. Ora vejamos:

 

- É melhor comer do que beber: os sumos detox são muito giros mas dar trincas sacia mais. Se querem comer espinafres, levem na tupperware e comam à folha.

- Cortem na manteiga mas não desistam do queijo light. Às fatias, aos triângulos, uma vez por semana, três vezes por dia, fresco nas saladas, derretido, enfim, tornem-se cheese lovers.

- Ninguém diz açúcar: diz-se sacarose, frutose, glicose.

- Comecem a aprender nomes esquisitos: farelo, quinoa, quak, alfarroba, quinoa, tapioca, abacate.

- Quando se diz "leite", não é Ucal: é leite de soja, amêndoa, avelã, aveia, arroz...esqueçam a vaca.

- Fruta em lata não conta como fruta.

- Fruta desidratada naquelas sacas todas da moda também não (snif snif)

- Starbucks nunca - a não ser que peçam café com leite magro e sem pacote de açúcar. Agora é beber cariocas.

- Gelatina vegetal parece ser ainda mais saudável que a normal...pensava eu!

- Iogurtes de soja são piores que iogurte grego magro...o mundo está doido!

- Se acidentalmente colocar açúcar no café, não mexer, para não se dissolver - isto é só truques!

- Comer cenouras em miniatura como lanche da manhã. Vegetais de manhã. Já disse tudo.

- Enfardar em galetes de milho é o meu salva-vidas quando me apetece devorar meio mundo. Tão boas, tão baratas, tão fáceis de comer e deve engordar tanto como a água.

- Poder comer chocolate preto a toda a hora é das melhores notícias do mundo.

- Ir ao supermercado segue um ritual muito fácil que é pegar num produto, ver o rótulo e voltar a colocar na prateleira.

- Lanchar com as amigas é vê-las a escolherem o croissant de nutella e vocês a comerem o pãozinho de cereais.

- Ir almoçar com a família é comer o peixinho e roubar a salada a toda a gente.

 

E esta lista não está nada acabada, porque só levamos cinco meses disto. Quando chegar a um ano até escrevo um livro, sem sumos detox, prometo.