Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

Olhem, fiz uma sessão fotográfica

Não fazia parte dos meus planos para 2015 mas por acaso era uma coisa que tinha curiosidade de fazer e quando me deram a oportunidade de o realizar, nem pensei duas vezes (ok, pensei durante alguns minutos mas já sabia que ia dizer que sim).

studio.jpg

A sessão fotográfica ocorreu de um convite de uma rapariga com quem tenho amigos em comum. Ela veio-me falar no Facebook a dizer que tinha boas expressões e que gostaria de me fotografar. Lá lhe fiz todas as perguntas possíveis e em 20 minutos combinámos a sessão para sábado à tarde. A minha semana tem sido uma bela merda e por isso achei que uma coisa divertida me ia fazer umas boas festinhas ao ego e assim experimentava uma coisa nova.

Às 3 da tarde de sábado, começo a preparar as roupas e a sentir-me entusiasmada. Lá para as 4, já estava toda nervosa: epá e se as fotos ficarem horríveis? E se ela perceber que as fotografias no Facebook são «falsas» e que eu não tenho expressões nenhumas? e se tudo correr mal e ela perceber que só perdeu o tempo dela? Como é que ela foi achar que eu tinha capacidades para ser fotografada?

Lá fui para o local do estúdio dela e como cheguei meia hora mais cedo ainda tivemos à conversa e isso deixou-me muito mais à vontade. Estávamos tão à vontade que quando ela pega na câmara e tira uma primeira foto eu apercebo-me «Catarina, não estou maquilhada!».

Ah, como é que ela não se lembrou que eu não estava maquilhada?

«Nem notei, tens uma pele tão clean» foi bastante simpática, mas de certeza que ela não tem o meu espelho da casa-de-banho onde se podem contar os meus poros e os centímetros das minhas olheiras.

20 minutos depois da hora marcada, começámos então a nossa sessão. A verdade é que podemos ficar intimidados à frente de uma câmara fotográfica mas como só estávamos nós as duas foi muito mais fácil "posar" - e digo-vos já, posar não é nada fácil, há técnicas, há o relaxamento da boca e das expressões sem parecer desleixado, há o olhar feliz mas sem ser forçado, há os braços, o queixo, a cintura, a anca...agora percebo minimamente que ser modelo dá alguns anos de trabalho, ou nem que seja umas 50 sessões fotográficas só para treinar. Ao voltar para casa sentia as bochechas e os músculos da boca doridos. 

Pensei que íamos demorar horas mas tudo ficou pronto em 45 minutos. Ela foi-me dando indicações e depois deixou-me tirar fotografias com as minhas próprias expressões. Essa parte foi um pouco intimidante e mal acaba a sessão pensamos logo que poderíamos ter feito poses mais divertidas, mais séries, mais sexys, mais tudo. Pode ficar para outra oportunidade, que tal?

 

Mais pormenores: Catarina Fernandes Photography

 

 

2 comentários

Comentar post