Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

O tempo nas Caraíbas

Fala-se do verão e de praia e a primeira coisa que se pensa é: aiii como eu gostaria de estar nas Caraíbas.

Sim, as Caraíbas, aquelas ilhas em que não há verão nem inverno, todo o ano é dia de sol e calor, há praia calma e com água quente (nunca ninguém demora mais de 10 segundos a entrar no mar), os resorts de cinco estrelas, as cenas baratas, a falta de stress...ai ai como seria bom voltar às Caraíba (sacana da pirralha, ela não quer ir às Caraíbas, ela quer VOLTAR, mesmo a gozar com a nossa cara!).

 

E uma pessoa sonha e sonha com o paraíso até comparar os preços para viajar para lá e a conta bancária. É impossível, nunca será possível, porque estás tão longe, paraíso dos sumos de fruta e bronzes lindos?

 

Anda aqui uma pessoa a sonhar com as Caraíbas - até que sai de casa e vê que estão 30 graus às 9 da manhã; que o sol está altíssimo o dia todo; sua-se mais do que se respira; o céu está cinzento com nuvens altas e já dizem que vai chover o dia todo.

E eu penso: para quê gastar 1000 euros para atravessar o Atlântico quando posso descer 6 andares e entrar numas Caraíbas citadinas, em que há gelados Olá em cada esquina e há relvados interessantíssimos na Alameda mesmo óptimos para ver o Europeu?

 

Comecem a pensar sobre isso: vender Lisboa como a cidade hip-mas-tradicional, sítio de hamburguerias gourmets, rooftops chiques, festivais de streetfood que é só fastfood numa camioneta gira - e ainda as novas Caraíbas citadinas da Europa. Vou patentear esta ideia e depois quero as minhas comisões quando isto arrebentar. Obrigada.