Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

O meu novo telemóvel

Chegou aquele dia magnífico e fantástico que é o dia em que se tem um telemóvel novo.

É quase como ter um bebé. Dizemos a meio mundo que o temos, queremos mostrar a toda a gente, gabamos tudo e mais alguma coisa.

Pensando bem, ter um novo telemóvel é mesmo como ter um bebé.

Passando a parte de que passamos uma hora na loja a experimentar tudo aquilo que temos direito, quando decidimos a coisa não acaba ali.

 

"Então e quer seguro? Por mais 20 euros tem seguro contra todos os riscos. Devolvemos o valor se for assaltado ou até mesmo se cair no chão e se estragar!"

 

Pronto, lá se comprou uma vacina super potente para o gajo!

 

"Óptimo, excelente e já tem o protector de ecrã? Paga 14,99 e tem um ecra vitalicio!"

"Vitalício? Como assim vitalicio?"

"Sim, nós colocamos a película e se se estragar, venha à loja e nós trocamos!"

 Pronto, lá o gajo levou um eschoval novo!

 

"Muito bem e já viu as nossas capas? todo o cuidado é pouco!"

Pronto, o carrinho de transporte também foi comprado.

 

"Ja agora tem cartão de memoria?"

Supostamente teria mas não sei onde o coloquei...

"Quer levar?"

Pronto, o gajo ainda nem chegou a casa e já tem um brinquedo

 

"Olhe acho que temos tudo, boa compra!"

Vá lá, parece que agora o gajo já está pronto para sair da maternidade.

 

Mas o chegar a casa é mil vezes pior. O novo telemóvel/bebé precisa de uma nova vida. É necessário fazer o registo, ter mil e uma novas contas, meter o disco que não tem memória nenhuma porque as fotos não estão guardadas ali, fazer actualizações do sistema, escolher a foto de fundo, de capa, verificar se temos todos os contactos, mudar o toque de telemóvel e de mensagem, experimentar os perfis de silêncio (credo, este vibrar é muito forte!)...

 

Mas espera. O gajo primeiro tem de carregar. Vamos ligá-lo à ficha, vamos almoçar e quando voltarmos já deve dar para mexer.

É a primeira experiência dele sozinho mas como ainda está a dormir não há de ser nada.

 

Passados uma hora, duas horas, o gajo não liga...então o que passa?
"Já viste se tem a bateria?"

 

Pois...realmente...cuidar de um bebé não é fácil!!

15 comentários

Comentar post