Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

O melhor banho da minha vida

Marquem nos vossos calendários pois no dia 16 de setembro de 2015 foi o dia em que eu tive o melhor banho da minha vida.

 

Uma pessoa acordou ainda de noite, teve de começar o dia de trabalho (ainda por cima a uma quarta-feira, meio da semana) com a chuva a espreita e por isso salta-se para o banho com um entusiasmo médio. Lavar, desligar a água, pôr o champô, pôr o gel de banho e tornar a ligar a água.

A água sai fria.

Ups.

Boa o esquentador foi abaixo.

E agora?

Vou ligar ou vou tomar banho de água fria?

Oh não deve estar assim tão fria e até faz bem ao cabelo.

 

Respira-se fundo e liga-se a água de novo (esperemos que o quente volte rapidamente) mas vem fria...muuuuuito fria...e uma pessoa vira contorcionista profissional, a cabeça de um lado, o corpo do outro, a água a entrar nas orelhas, o champô a cair nos olhos meios fechados meio abertos, tudo para que a água não bata nas costas e se morra de frio. Pois mas e o gel de banho? Desgraçada, vais ter de te molhar toda. Esta experiência poderia ser deveras refrescante, se fosse um final de tarde de agosto com 40 graus lá fora, não às 7 da matina num dia que promete vento e chuva.

Desliga-se de novo a água, lá ficou quentinho outra vez, lá pomos o amaciador, lá metemos a cabeça para trás para não apanhar frio, lá desligamos a água.

 

Ufa, graçasadeus que já acabou, imagina que se tivesse sido em Dezembro.

 

Abre-se a cortina e temos mais um pequenino problema: não há toalhas de banho. Solução? Dançar a Macarena a ver se secar ao ar livre resulta? Nop, mais vale buscar uma micro toalha à mão e ver o que se pode fazer.

 

A conclusão desta história é muito simples: para quê ir a um spa com água termal quando se pode ter um banho de água fria de borla às sete da manhã, no conforto de uma casa de banho sem toalhas? Poupa-se uns trocos e dizem que faz bem à pele e ao cabelo. E um conselho: experimentem lá para Novembro, que aí sim vai ser di-vi-nal!