Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

Coisas sobre o Porto

Pois é, fui passar um fim-de-semana no Porto e com a quantidade de coisas que quero dizer, parece que foi a melhor coisa que me aconteceu nos últimos tempos. Sim, passar três dias no Porto a chover a potes foi extremamente emocionante e andei tanto mas tanto que consegui reflectir sobre muita coisa:

 

- O Costa Café é o Starbucks português e toda a gente conhece lá fora, mas eu nunca o tinha visto.

 

- A calçada do Porto é mil vezes melhor do que o Terreiro do Paço. Para quem ama andar de saltos altos agulha de 20 centímetros, está aprovada.

 

- Em Lisboa a praga são os pombos mas no Porto há pombos E gaivotas nos jardins. Estou solidária com os portuenses porque lidar com isto não é fácil.

 

- Se achavam que eu ia deixar de fazer exercício físico nestas mini-férias, estão enganados, que subir a Torre dos Clérigos é um treino de pernas de alto rendimento. A dorzinha do músculo tonificado sente-se logo.

 

- E andar meia hora com o guarda-chuva aberto? Só o trabalho de bícep vale por 100 flexões. Estou arrumada este mês.

 

- E mais, a Torre dos Clérigos está tão bem conservada que sujei o casaco e as mãos nos corrimões das escadas. Bem me avisaram.

 

- Não sei porquê, mas no Porto tudo parece mais arrumadinho, meio moderno, meio século XIX, mas com um ar mais rústico. Não sei, mas sei que é bonito, sim senhora.

 

- Por falar em bonito, sim, confirmo que as três pontes são muito bonitas, mesmo à chuva, mas eu continuo a adorar a Ponte Vasco da Gama que vejo da minha casa. Talvez um dia com mais sol, vá. Sorry, but I can't.

 

- A Avenida dos Aliados faz-me lembrar a Londres da Mary Poppins. Ou o espírito de Os Maias. Faz todo o sentido e para quem não faz, não me vou explicar.

 

- Estava a achar que o meu fim-de-semana estava arruinado com a chuva mas depois de uma senhora da bilheteira do elevador me ter perguntado onde eu tinha comprado a minha mochila Longchamp porque a minha mala era melhor do que as que as espanholas e as chinesas usam, ganhei o dia. Tão querida!

 

- Eles aqui no Norte levam as passadeiras a sério: esperar pelo sinal verde e atravessar no sítio. Tentei fazer uma à moda de Lisboa e ia levando com um autocarro em cima. Mas é assim que deve ser, não é?

 

- Eu achava que ia andar no Porto a ver ingleses todos contentes mas só ouvi falar francês (ricos dos suiços) e espanhol (mas esses já fazem parte da mobília, não é?)

 

Se acham que era só isto que eu tinha pensado enquanto estive no Porto, enganem-se, que esta cabeçinha pensa coisas parvas que servem para o ano inteiro. Mas amanhã falamos, pode ser?

14 comentários

Comentar post