Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

As vezes que o mundo acabou

Ontem antes de me deitar ainda fui ao Twitter e vi toda esta história da Grécia. Pensei, pronto é isto, o mundo acabou. É que é daqueles momentos em que ficamos a pensar que não há maior desgraça, logo não pode haver mais nada depois disto.

Mas depois pus-me a pensar e realmente o mundo já acabou tantas vezes, já aconteceram coisas que uma pessoa abre a boca, baixa a cabeça, põe a mão na testa e faz de tudo para que as lágrimas não caiam. Mas sobrevivemos, estamos aqui para continuar a vida e esperar que não aconteçam mais desgraças.

 

Assim sabes que o mundo acaba/acabou quando:

 

Euro 2004. Nem vou dizer mais nada antes que o país caia;

 

Vês pessoas a beber cerveja as nove da manhã;

 

Acabas de pintas as unhas, mexes a mão e já lascou;

 

Aquele ano em que o Benfica perdeu tudo (até para um não crente aquilo deu pena);

 

Todos os episódios de Game of Thrones - o título da série é mesmo esse o-fim-do-mundo-todas-as-semanas.

 

Os restaurantes escrevem "à caracóis";

 

Os molhos do MacDonalds passaram a ser pagos;

 

O metro faz greve de 24 horas: a primeira foi um choque mas agora até ficamos impressionados quando está a funcionar;

 

A Volkswagen deixou de fabricar o pão-de-forma. Como é que eu vou explicar aos meus filhos que não vão poder ter o carro mais cool do mundo?

 

Quando dá aquela trovoada às três da manhã e o som da chuva faz-te pensar que há um dilúvio lá fora. Nesses momentos, acho que era melhor estar no Titanic;

 

O momento em que a televisão portuguesa deixou o JCB saltar para uma piscina;

 

Quando a moda decidiu aceitar que leggins são calças;

 

Os dias em que o Meo Arena decide ter mega artistas em palco e toda a zona da Expo torna-se intransitável;

 

Alguém anda na Segunda Circular a 40. À tua frente, sem deixar ultrapassar;

 

Quando as miúdas de 12 anos andam mais vezes com um copo na mão do que a brincar com Barbies;

 

Todas as vezes que cinquenta casais famosos se separam (ainda não recupei da Heidi Klum & Seal);

 

O telemóvel novinho em folha cai no chão;

 

Ah e o mundo também acaba todas as manhãs quando vejo que vão estar mais de 30 graus em Lisboa. Quero viver num cubo de gelo, por favor.

 

3 comentários

Comentar post