Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

Agora a Sério

Um local sério para se falar das coisas sérias de todos os dias. Só para pessoas que se levam muito a sério.

4 dias e muitos amigos

Se te perguntassem se eras capaz de fazer voluntariado 4 dias, 4 horas por dia até as 9 da noite, incluindo Sábado e Domingo, o que dirias? Eu disse que sim e foi das melhores decisões que tomei na vida.

 

Motivada em fazer voluntariado para ganhar curriculo numa experiência de produção, inscrevi-te no Festival In: Inovação e Criatividade, pela Marginal Voluntariado. Inscrevi-me porque já não sabia o que fazer à minha vida e fiquei super contente quando fui seleccionada. É que eu já tinha tentado umas quatro vezes e nunca tinha conseguido fazer e desta vez consegui. Isto nem se podia chamar milagre, porque era uma coisa muito acima disso!

 

Estava bastante entusiasmada com a cena e eu até tinha pensado em como as coisas poderiam ser: mas as expectativas superaram tudo porque eu nunca pensei que ia conhecer as pessoas que conheci e que me ia divertir tanto num simples fim-de-semana de muito trabalho.

 

Ao primeiro dia, estamos todos nervosos. É o primeiro dia, a primeira vez para muitas pessoas, então sentimos que estamos todos no mesmo barco. O que devemos fazer? O que devemos dizer? Será que estou a fazer bem? Onde posso arranjar informações? Será que o gajo do outro lado da sala sabe de alguma coisa? Será que posso ir comer agora?

São perguntas que desaparecem logo com o passar do tempo, quando começamos a entrar no ritmo, já conhecemos o mapa todo da feira, já sabemos como e quem podemos ajudar, já combinamos entrar com as mesmas pessoas...e parece que estamos ali há semanas e apenas quatro horas passaram.

 

E no final do dia sentimos falta de tudo. Queríamos mais tempo para conhecer mais pessoas, queríamos passar mais tempo com aquelas pessoas que nos habituamos a ter no dia-a-dia, queríamos que o último dia fosse o primeiro.

 

Mas a vida é mesmo assim, não é? A vida é feita de experiências pequenas e mais ou menos únicas e aquilo que nos fica na memória são as pessoas. São as pessoas que nos marcam. Os dias passam mais rápido, conhecer pessoas novas nunca foi tão fácil e ter todo o tipo de conversas com elas torna-se demasiado natural para não sentir empatia imediata. É que parece que nos conhecemos há séculos!

 

Apenas posso dizer que é para repetir todas as semanas, com as mesmas e novas pessoas. Quem diria que isto de conhecer pessoas novas era tão entusiasmante?

 

Que venha mais disto!

marginal0005.jpg

 

marginal0003.jpg

 

marginal0002.jpg

 

marginal0001.jpg